Bem vindo ao SOS Designers

Faça o seu cadastro gratuito no Portal SOS Designers e tenha um acesso personalizado.

Empresas

Cadastre gratuitamente suas vagas, crie sua propria Lista de Curriculos Favoritos, e tenha um acesso personalizado.

Usuarios

Cadastre gratuitamente seu curriculo, crie sua propria Lista de Noticias Favoritas e tenha um acesso personalizado.

Área de Empresas | Vagas

Área de acesso a empresas cadastradas que desejam postar vagas de empregos no Portal e pesquisar curriculos.

Cadastre-se gratuitamente
Esqueceu a sua senha?

Área de Usuarios | Curriculos

Área do Usuario que deseja cadastrar seu curriculo e pesquisar vagas.



Cadastre-se gratuitamente
Esqueceu a sua senha?


Redes Sociais
Siga o Portal SOS Designers no Twitter Siga o Portal SOS Designers no Facebook

Usabilidade


Você está aqui: Home » Usabilidade » Como ter um site amigável para os buscadores

Como ter um site amigável para os buscadores


Pesquisar no Portal SOS Designers





Tempo Real



Siga o SOS Designers








SOS Designers

Algumas boas práticas simples trazem conseqüências importantes, como deixar o conteúdo de seu site livre para ser encontrado facilmente pelos buscadores e assim receber mais público qualificado.

Por Ivo Saldanha

Um site amigável para os buscadores deve ter boa usabilidade, boa arquitetura da informação, ser acessível para deficientes e ser compatível com vários navegadores. Atender estes requisitos traz melhores resultados para o site em questão e mais usuários para seu cliente.

Boa usabilidade  significa aplicar uma série de medidas que facilitem o usuário a cumprir melhor as tarefas e chegar onde deseja. Medidas como reduzir o tempo de download de uma página. Ou ter o cuidado de escrever para onde um link aponta, em vez do tradicional “clique aqui”. Ou ainda escrever textos ALT e textos para o atributo title nos links. Ou escrever títulos de páginas que expressam com clareza seu conteúdo.

Boa arquitetura da informação  é oferecer uma estrutura de fácil navegação onde se chega a uma página importante após, no máximo, quatro cliques. Agiliza a indexação realizada pelos robôs dos buscadores e deixa o usuário satisfeito porque simplificou o caminho da informação procurada.

Acessibilidade. Os crawlers não vêem uma página da web como os seres humanos. Eles processam o HTML e o resultado é apenas texto. Para se ter uma idéia de como uma página será visualizada pelos robôs, utilize um browser de texto, como o Lynx. Os crawlers não conseguem ler JavaScript e têm dificuldades em ler arquivos de Flash.

Além de ajudar os robôs a compreenderem a estrutura da página, implementar acessibilidade amplia o leque de consumidores. Vários deficientes podem acessar informação, mas também serão beneficiados usuários com periféricos de computador defeituosos e usuários de outros dispositivos que se conectam à web.

Se os crawlers ainda não adotaram a acessibilidade como um parâmetro de posicionamento, possivelmente irão adotar, pois a acessibilidade na web está ganhando força. Ela já é obrigatória em sites de serviços públicos em alguns países, inclusive no Brasil.

Compatibilidade com navegadores. Fazer um site compatível com vários navegadores é importante, pois parte de seu público usa navegadores diferentes. Os padrões web (web standards) e a orientação tableless são os principais meios para se chegar à compatibilidade.

O uso racional e o uso semântico (usar parâmetros e tags de acordo com seu fim, e não para forçar layouts) desses meios resultam em páginas mais leves e que funcionam em várias plataformas e dispositivos.

Um dos parâmetros que um robô leva em consideração para o posicionamento é a leveza da página. O uso semântico também é um dos parâmetros dos crawlers, pois estes são programados para lerem o HTML semanticamente. Daí a importância que atribuem às tags h, strong etc.

Em suma, tudo isso se resume à usabilidade. Antes de continuar, é importante entender que os sites de busca pretendem ser uma espécie de biblioteca e que uma página da web é um documento, como um livro, um artigo científico etc.

Quando uma pessoa vai a uma biblioteca, ela quer encontrar a informação desejada o mais rápido possível.

Primeiro ela começa a olhar os títulos dos livros para escolher qual tem mais a ver com o assunto procurado. Em seguida ela parte para o índice e depois para o capítulo que contém a informação desejada.

O capítulo tem um título, um texto introdutório, subtítulos seguidos de textos que desenvolvem o assunto e um texto conclusivo. Se aparece uma imagem, o leitor quer saber porque ela está lá e logo procura sua legenda.

Dito isso, aqui entra a importância de aplicar o uso semântico às tags. A lógica do livro é usada pelos usuários para achar a informação procurada rapidamente.

Um site segue essa mesma estrutura. Primeiramente vem a tag title, que é o título do livro e que é fundamental para o posicionamento nos resultados da busca.

Em seguida vem as meta tags description e keywords, que fariam o papel do índice. Porém, elas não são mais valorizadas pelos sites de busca, pois muitos deles exibem o texto que está no corpo da página ao invés de exibirem o que está escrito na meta tag description. Portanto, o índice seria o texto que um buscador exibe logo abaixo do título de cada página que compõe o resultado.

Quando um usuário clica em uma página do resultado da busca, é como se ele partisse para ler o capítulo. Então, a tag h1 seria o título do capítulo e seria seguida de um texto introdutório que resume o conteúdo encontrado ao longo da página.

Depois viriam os subtítulos expressos pela tag h2 e o conteúdo detalhado. Enfim, viria um subtítulo que traz o parágrafo conclusivo. Para completar, as tags em (ênfase) e strong (ênfase maior) devem ser usadas para destacar partes importantes desses textos e os atributos alt e title devem ter função de legenda e ajuda, respectivamente.

Tornar um site amigável para buscadores e usuários cria muitas oportunidades de otimização sem apelar para o spam. No próximo texto desta seqüência abordaremos algumas estratégias de otimização básicas. [Webinsider]

Autor da Matéria:
Ivo Saldanha


Fonte Original:
http://webinsider.uol.com.br/2005/10/29/como-ter-um-site-amigavel-para-os-buscadores/

Deixe seu comentário:





© Copyright 2002-2018
Portal SOS Designers
Webmaster: Luiz Antonio Bovi